Quinta-feira, 6 de Março de 2014

PIAGET, Toria de Aprendizagem

                                   Autor: Rajabo Caetano Bernardo Malua             

 

 

 

Introdução

 O presente trabalho aborda sobre a Teoria de Aprendizagem de Piaget, que faz parte das teorias cognitivas de aprendizagem e que explicam como as informações são adquiridas, processadas e actualizadas através de processos cognitivos. Falaremos de aprendizagem, assimilação, acomodação, equilibração pensamento, sensório - motor, pensamento pré- operatório concretos e pensamento operatório formal.

Objectivos

Geral:

  • Conhecer o contributo da teoria de Piaget na aprendizagem.

Específicos:

  • Definir os conceitos Aprender, Aprendizagem, Teorias de aprendizagem.
  • Caracterizar a teoria de aprendizagem de Piaget.

Metodologias

Para a materialização do presente trabalho, efectuou se a pesquisa bibliográfica e na internet.

  Enquadramento conceptual

 Aprender

“É um processo que se dá no decorrer da vida, permitindo - nos adquirir algo novo em qualquer idade”. BOCK (1999: 115).

 

Aprendizagem

 

Segundo BOCK (1999: 115), aprendizagem é “uma conexão entre o estímulo e a resposta”. É o processo de organização das informações e de integração do material á estrutura cognitiva. Idem

      

Segundo Morreira e Masini, citado por TEXEIRA (1999:115), “aprendizagem é um elemento que provem de uma comunicação com o mundo e se acumula sob a forma de uma riqueza de conteúdos cognitivos”. É o de organização de informações e integração do material pela estrutura cognitiva na qual o indivíduo adquire assim, o número crescente de novas acções como forma de isenção em seu meio. 

 

Teorias de aprendizagem

Denominam-se Teorias da aprendizagem, em Psicologia e em Educação, aos diversos modelos que visam explicar o processo de aprendizagem pelos indivíduos.

 

Teoria de Aprendizagem de PIAGET

Produziu uma extensa obra entre 1918 e 1980. Procurou explicar o aparecimento de inovações, mudanças e transformações no percurso do desenvolvimento intelectual, assim com dos mecanismos responsáveis por estas transformações. Por tais atributos, sua teoria é classificada como construtivista. Este carácter da obra de Piaget torna se marcante a partir da década de 70, quando passa a trabalhar, exclusivamente, com investigações sobre os mecanismos de transição que explicam a evolução do desenvolvimento cognitivo.

 

Para Piaget, a formação das operações cognitivas no homem está subordinada a um processo geral de equilibração para o qual tende o desenvolvimento cognitivo como um todo.

 

É preciso lembrar que, naquela época, as teorias associativistas e empiristas enfatizavam o papel da experiencia com os estímulos do ambiente. Sem deixar de reconhecer este papel, Piaget assentou, em sua obra a existência de uma organização própria dos sujeitos da experiencia sensível, organização que submete os estímulos do meio à actividade interna do sujeito.

 

O homem, dotado de estruturas biológicas herda uma forma de funcionamento intelectual, ou seja, uma maneira de interagir com o ambiente que o leva á construção de um conjunto de significados. A interacção deste sujeito com o meio ambiente permitira a organização desses significados e estruturas cognitivas.

 

Durante a vida, serão vários os modos de organização dos significados, marcando, assim, diferentes estágios de desenvolvimento. A cada estágio corresponderá um tipo de estrutura cognitiva que permitirá formas diferentes de interacções com o meio. São as diferentes estruturas cognitivas que permitem prever o que se podem conhecer naquele momento de evolução.

Piaget utilizou para construção de suas ideias, o modelo biológico: na qual concebe que o homem é guiado pela busca do equilíbrio entre as necessidades biológicas fundamentais de sobrevivência e as agressões ou restrições colocadas pelo meio para satisfação dessas necessidades.

 

Nesta relação, a organização quanto capacidade de individuo de condutas selectivas é o mecanismo que permitirá o homem ter condutas eficientes para atender as suas necessidades, isto é, á sua demanda de adaptação.

A adaptação que envolve a assimilação e acomodação numa relação indissociável é o mecanismo que permitem ao homem não só transformar os elementos assimilados, tornando-os parte da estrutura do organismo, como possibilitar o ajuste e acomodação deste organismo aos elementos incorporados.

 

Neste sentido, a inteligência, é uma adaptação - é assimilação, pois incorpora dados da experiencia do individuo e, ao mesmo tempo acomodação, uma vez que o sujeito modifica as suas estruturas mentais para incorporar os novos elementos da experiencia.

O desenvolvimento intelectual resulta da construção de um equilíbrio progressivo entre assimilação e acomodação, o que propicia o aparecimento de novas estruturas mentais. Isso é um processo em evolução. No decorrer de sua evolução a inteligência apresenta formas diversas (estágios) e essas formas vão caracterizando as possibilidades de relação com o seu meio ambiente.

 

Assim, o homem aprende o mundo de maneira diversa a cada momento do seu desenvolvimento.

Piaget não desenvolveu uma teoria de processo de Ensino-aprendizagem mas formulou referências claras que, na década 80 seriam utilizadas por Emília ferreiro na elaboração da sua teoria sobre aprendizagem da escrita. Piaget, na verdade, foi e é referência para muitos teóricos na psicologia.

Características da Teoria de Aprendizagem de Piaget

 Piaget, concebe que aprendizagem se realiza como processo de assimilação, acomodação e equilibração

Por assimilação compreende-se a aquisição de novos conhecimentos e novas experiencias integrando-os ou absorvendo-os nas estruturas ou esquemas existente do pensamento.

 

Acomodação, designa as modificações que as novas experiências provocam os esquemas ou estruturas existentes de modo que haja adaptação. Para que haja adaptação é necessário que haja equilíbrio entre assimilação e acomodação. O desequilíbrio entre assimilação e acomodação provoca conflitos para outros patamares de equilíbrio de nível superior.

O processo de assimilação, acomodação e equilibração realiza se por meio de processos cognitivos e, em especial, através do pensamento.

Aplicações pedagógicas da teoria de PIAGET

A teoria de aprendizagem de Piaget tem suas aplicações no processo de ensino e aprendizagem no que diz respeito aos seguintes aspectos:

  • A elaboração dos currículos adaptados as particularidades dos estágios de desenvolvimento de pensamento;
  • A formulação de objectivos, selecção de métodos e meios de ensino- aprendizagem pelo professor tendo em conta as particularidades do pensamento nos diferentes estágios;
  • A estimulação de processo de análise e síntese do aluno no processo de ensino- aprendizagem;
  • A consideração do aluno como ser activo, detentor de formas próprias de assimilar e elaborar os conteúdos;
  • As considerações das experiencias e conhecimentos anteriores dos alunos no processo de ensino- aprendizagem.

Vantagens

A teoria de Piaget é essencialmente cognitivista por se preocupar pela forma como o educando realiza o processo de cognição, isto é, de aquisição de conhecimentos, os elabora com base no pensamento, como sujeito activo.

 

A aplicação dela exige a consideração da ligação da matéria nova a anterior, a análise e síntese dos conteúdos tratados pelos alunos estimulados e orientados pelos alunos e elaboração dos novos conhecimentos com ajuda do professor.

 

O modelo Piagetiano, que prima  pelo rigor científico de sua produção, trouxe contribuições práticas importantes, principalmente, ao campo da Educação - muito embora, curiosamente, aliás, a intenção de Piaget não tenha propriamente incluído a ideia de formular uma teoria específica de aprendizagem.

 

Implicações da Teoria de PIAGET no PEA

 

A teoria de Piaget não deve ser considerada como algo petrificado. Todas as teorias Psicológicas são orgânicas e vivas e portanto, dinâmicas.

Assim sendo, embora muito já seja conhecido (construído), muito ainda permanece desconhecido e para ser construído.

Piaget não direccionou sua pesquisa para a educação e o ensino, mas teoria sobre como as crianças adquirem o conhecimento e como se desenvolvem intelectualmente.

 

Proporciona, sem dúvida muita informação relevante para a educação. A teoria de Piaget não pode ser reduzida a um conjunto de procedimentos operacionais. Ela é uma perspectiva sobre a qual deve se reflectir a fim de que se possa ser usada como instrumento auxiliar dos professores na compreensão dos alunos e na compreensão do porquê eles aprendem ou não, na escola.

Conclusão

Chegado ao fim do trabalho, concluímos que a teoria de aprendizagem de Piaget define aprendizagem como um processo de assimilação, acomodação e equlibração que se baseia no pensamento. A elaboração de objectivos de ensino- aprendizagem, a escolha de meios e métodos de ensino e aprendizagem devem adequar se as particularidades do desenvolvimento do pensamento do aluno. No processo de assimilação, acomodação e equlibração há que ter em conta os conhecimentos e experiencias anteriores dos alunos, estimular e orientar os alunos na análise e síntese dos conteúdos tratados de forma a chegarem a construir os novos conhecimentos.

Para Piaget, a construção do conhecimento ocorre quando acontecem acções físicas ou mentais sobre objectos que, provocando o desequilíbrio, resultam em assimilação ou, acomodação e assimilação dessas acções e, assim, em construção de esquemas ou conhecimento. Em outras palavras, uma vez que a criança não consegue assimilar o estímulo, ela tenta fazer uma acomodação e após, uma assimilação  o equilíbrio é, então, alcançado. As ideias de Piaget foram de grande relevância qualitativa na compreensão do desenvolvimento humano, na medida em que é evidenciada uma tentativa de integração  entre o sujeito e o mundo que o circunda.

Referencia Bibliográfica

 BOCK, Ana Mercês Bahia et al. Psicologias uma Introdução ao estudo de psicologia. Editora saraiva, 13C edição reformulada e ampliada, São Paulo, 1999.


Leia mais em: http://www.webartigos.com/artigos/teoria-de-aprendizagem-de-piaget/114855/#ixzz2vA2DxJUs

publicado por malua7rcbm às 08:21
link do post | comentar | favorito

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Agosto 2014

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9

10
11
12
13
14
15
16

17
18
19
20
21
22
23

24
25
26
27
28
29
30



.posts recentes

. COMERCIO INTERNACIONAL

. MANIFESTO ELEITORAL

. Historiografia Africana

. classificação da imagem e...

. Perspectivas do Pensament...

. DIDACTICA - METODOS DE EN...

. Teorias de opressão de gé...

. Ecossistema de mangal no...

. Crescimento Social

. educacao bancaria e pedag...

.arquivos

. Agosto 2014

. Maio 2014

. Abril 2014

. Março 2014

.tags

. todas as tags

blogs SAPO

.subscrever feeds